FALE CONOSCO: (69) 3225-6056    
Facebook      Youtube
  • Banner






24/09/2015

O treino ideal para cada tipo de corpo

Cada mulher tem um tipo de formato de corpo e para cada um, o objetivo de ficar sarada e definida deve ser atingido de maneira diferente.


Sabe qual é o melhor treino para você? Aquele que combine com o seu tipo de corpo. De nada adianta investir em um supertreino para fortalecer o bumbum, quando na
verdade o formato do corpo precisa de treinamento nos membros superiores.Para ajudar na empreitada, a Corpo a Corpo listou os tipos de formatos de silhuetas
e algumas dicas para conseguir ganhar resultados com a malhação. Confira:

Corpo pera

No corpo pera, a cintura é definida e os quadris são mais largos, ganhando maior destaque que o busto. "Essas mulheres devem, primeiramente, ficar atentas à alimentação. Afinal, qualquer
deslize e o ganho de pelo menos um quilo a mais pode parecer que o corpo ganhou mais peso do que o normal. Fora que o maior volume dos membros inferiores se deve ao acúmulo de gordura
nessas regiões", aponta Ricardo Wesley, professor da Cia Athletica Estádio do Morumbi (SP).

"O objetivo é definir e aumentar a resistência dos membros inferiores, dando prioridade, portanto, para séries com alto número de repetições (15-20) e exercícios aeróbicos", indica. É importante priorizar
movimentos multiarticulares e que trabalhem mais de uma musculatura por vez como remada e outros exercícios que estimulem a massa corporal nos membros superiores.

Corpo reto

Normalmente, as curvas do corpo reto são suaves, quase imperceptíveis. O busto e os quadris aparentam ter o mesmo tamanho. "Deve-se valorizar mais o trabalho no ombro e pernas, para dar uma maior
aparência de curvas. A dica é fazer uma divisão de treinos, como superior em um dia e inferior em outro", aponta o professor. O treino intenso vai ajudar a ganhar mais massa muscular. Ou seja, entre de
cabeça na musculação. "Vale lembrar que não adianta realizar mil exercícios e sim alguns poucos exercícios para cada musculatura com boa execução e carga adequadas", alerta Wesley. Se a vontade é
turbinar o bumbum, a dica é investir no agachamento. Para complementar o treino, execute outros exercícios isolados. "Os exercícios isolados, como o glúteo em quatro apoios, podem parecer mais eficientes
por trabalharem mais a musculatura. Mas a verdade é que os movimentos multiarticulares são mais importantes para o desenvolvimento muscular", completa o expert no assunto.

Corpo oval

O corpo oval é semelhante ao corpo pera. Neste caso, os quadris são largos, mas a cintura não é marcada. De acordo com o professor, são necessárias diferentes formas de treino para o abdome e lombar,
exercícios de estabilização, como pranchas e abdominais tradicionais. "Além disso, deve-se investir também em exercícios funcionais e multiarticulares que ajudam a trabalhar essas musculaturas de maneira indireta", aponta o especialista.

Corpo triângulo invertido

As curvas do corpo de tipo triângulo invertido são inversas ao corpo pera. Os ombros são mais largos que o busto e o quadril. "É necessário realizar um trabalho focado em movimentos posturais, já que o peso das mamas pode gerar
problemas de coluna, além de um trabalho de hipertrofia para membros inferiores", indica o especialista. Não existe exercício para definir o busto, mas um trabalho de fortalecimento de costas e alongamento do peitoral tende a melhorar
a postura e deixar o busto com uma aparência melhor. Já para quem quer dar um up no bumbum com a malhação, Wesley indica: "É necessário um trabalho de hipertrofia muscular, seguindo as mesmas dicas de quem tem o corpo reto", explica.

Corpo ampulheta

O corpo ampulheta leva esse nome por ter formato em "oito". O tipo de corpo ampulheta tem busto e quadris na mesma proporção, unidos por uma cintura bem marcada. Nestes casos, o ideal é investir na malhação para manter as curvas, tais como foram desenhadas.
"Procure condicionamento aeróbico (corrida, bike), fortalecer a musculatura e trabalhar flexibilidade", explica Wesley.

Fonte: corpoacorpo.uol.com.br